Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

BBB22: equipe de Linn da Quebrada nas redes sociais é composta por travestis

Equipe de Linn da Quebrada nas redes sociais é formada por travestis

Primeira travesti no BBB, Linn da Quebrada entra no reality show com time de ADMs nas redes sociais composto apenas por travestis. Saiba mais!

publicidade

publicidade

Equipe de Linn da Quebrada nas redes sociais é formada por travestis

Primeira travesti no BBB, Linn da Quebrada entra no reality show com time de ADMs nas redes sociais composto apenas por travestis. Saiba mais!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
BBB22: equipe de Linn da Quebrada nas redes sociais é composta por travestis

publicidade

publicidade

Avisa que é ela! Antes mesmo de entrar no BBB22, Linn da Quebrada movimentou a internet aumentando as buscas sobre termo “trans”. Mas, já confinada, a cantora promete quebrar mais tabus. Isso porque, recentemente, ela revelou que está contando com a ajuda de cinco pessoas à frente de suas redes sociais e todas elas são travestis.

Assim, as adms, que cuidam do Twitter, Instagram e demais plataformas da cantora, ajudam a trazer mais representatividade e tiram dúvidas sobre assuntos importantes debatidos dentro e fora da casa. Saiba mais!

Equipe explica identidade de Linn da Quebrada após fala transfóbica

No Twitter, as adms de Linn da Quebrada levantam assuntos importantes a serem debatidos em sociedade. Depois de Rodrigo Mussi disparar uma fala transfóbica no reality show, elas explicaram sobre a identidade de gênero que foge da binariedade de ser homem ou mulher. “Travesti é uma identidade com a qual Linn se identifica. ‘Traveco’ é a maneira pejorativa pela qual não devemos tratar travestis e mulheres trans”, esclareceram.

Outro ponto interessante, por exemplo, é a acessibilidade e interseccionalidade que as ADMs de Linn estão trazendo ao público. Todos os vídeos e fotos publicados pela equipe são legendados, atitude que nem sempre é feita nas redes sociais.

Quebrando ainda mais barreiras, a equipe repostou o tweet de uma outra travesti, que reforçava a importância da participação da cantora na casa. No post, ela compartilhou fotos da artista maquiando os olhos de Tiago Abravanel, durante uma ação no programa, mostrando que homem de maquiagem não é fantasia.

Cantora falou sobre sua transição no BBB22 e adms compartilham nas redes

Além disso, a transição de Linn da Quebrada foi compartilhada pela equipe nas redes sociais. Em conversa com Jessilane, ela contou que muita gente ainda a tratava no masculino apesar de ter colocado silicone. “Isso dizia mais a respeito delas do que de mim. Eu não me abalava porque eu tinha certeza de quem eu era”, destacou.

Além disso, vale lembrar que, no confinamento, Eslovênia também gerou polêmica ao se referir à Linn como “ele” ao passar um molho de pimenta à sister. A cantora, que tem o pronome “ela” literalmente tatuado na testa, corrigiu a participante no ato.

Linn da Quebrada se apresenta como travesti em discurso de apresentação

Em seu primeiro dia no BBB22, Linn da Quebrada falou sobre sua história de vida e expectativas com o programa. “Quando alguém me pergunta o que eu faço da vida é não ser só meu trabalho. Eu não sou só cantora e atriz. Tenho uma cachorra, tenho uma mãe, sou filha da dona Lilian, de 68 anos, alagoana, estou aqui também por ela, garantir uma velhice mais confortável, uma casa e onde a gente tenha onde ficar”, iniciou.

Em seguida, Linn da Quebrada emocionou ao público do BBB22 ao se apresentar como travesti. “Sou determinada, sou corajosa, mas sou muito medrosa. Sou complexa, contraditória. Trabalho com o erro, com a falha, com o fracasso. Eu sou o fracasso. Eu fracassei. Sou o fracasso de tudo aquilo que esperavam que eu fosse. Não sou homem, nem sou mulher, sou travesti”, disse, por fim, sendo ovacionada pelos demais colegas.

“Anastácia Livre”: saiba mais sobre look de Linn da Quebrada no primeiro dia

Linn da Quebrada também despertou outra curiosidade dos internautas, dessa vez a respeito do seu look. Ao abrir a porta da casa, ela usava uma camiseta com a imagem Anastácia Livre, criada pelo artista visual carioca Yhuri Cruz. Na versão original da imagem, Anastácia foi retratada com uma mordaça e pintada pelo francês Jacques Etienne Arago, em 1817.

Mas quem foi Anastácia? Escravizada e condenada à mordaça no século XVIII após reagir ao abuso de um homem branco, ela é considerada um símbolo de resistência e luta entre povos africanos e canonizada em religiões afro-brasileiras.

Por isso, a equipe de Linn compartilhou nas redes sociais a explicação de Yhuri Cruz sobre o look: “Anastácia Livre é uma viagem no tempo. É voltar ao passado e libertar essa mulher negra escravizada que veio do Congo no século XVIII e foi condenada à mordaça pelo resto da vida por lutar contra um homem branco que a violentou sexualmente”, explicou.

“Se tornou a ‘escrava santa’ por sua firmeza, mas refém à uma iconografia colonial. Em Monumento à voz de Anastácia, trabalho que exponho hoje, ergo um monumento à voz dela. Uma voz negra, feminina, de luta pela existência”.

Foto de capa: Reprodução Instagram / @linndaquebrada / @gabrielrenne

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade