Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Sarah Fonseca sofre racismo e encoraja pessoas a denunciarem

Após racismo, Sarah Fonseca encoraja: “Precisamos denunciar sim”

Após ser repreendida por segurança em padaria no Rio, Sarah Fonseca expõe racismo e encoraja denúncia. "Precisamos lutar". Veja repercussão!

publicidade

publicidade

Após racismo, Sarah Fonseca encoraja: “Precisamos denunciar sim”

Após ser repreendida por segurança em padaria no Rio, Sarah Fonseca expõe racismo e encoraja denúncia. "Precisamos lutar". Veja repercussão!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Sarah Fonseca sofre racismo e encoraja pessoas a denunciarem

publicidade

publicidade

A influenciadora e empresária carioca Sarah Fonseca foi vítima de racismo em frente a uma padaria em Ipanema, no Rio de Janeiro. Em um vídeo postado em suas redes sociais, a jovem contou ter sido repreendida por um segurança assim que se aproximou do namorado e dos sogros.

De acordo com ela, o funcionário pediu a Sarah que saísse da padaria, porque achou que ela estava pedindo dinheiro e perturbando os clientes. Após o caso de racismo, Sarah Fonseca encorajou os seguidores a denunciarem atitudes racistas em delegacias especializadas. Entenda o caso!

“Me senti humilhada na frente de todos”, disse Sarah Fonseca

Tudo começou quando a influenciadora negra foi se encontrar com o namorado e os sogros, que são alemães, em uma padaria em Ipanema. De acordo com Sarah, ela precisava pegar as chaves do seu apartamento para trabalhar. “Assim que cheguei na mesa, mal consegui falar uma frase, o funcionário da @baked.padaria apareceu do meu lado super rápido falando pra eu sair como se eu tivesse ‘perturbando’ eles”, relatou.

A jovem contou ainda que, depois de se exaltar e gritar, o segurança disse que ela estava enganada e que não estava praticando racismo. No entanto, Sarah não deixou de se sentir humilhada e expôs o caso em suas redes sociais. “Normal, né? Nunca é injúria racial. Deve ser coisa da nossa cabeça. Já estou em contato com advogada e já estou fazendo o BO. Isso não vai ficar assim!”

Anitta e influenciadores se manifestam em apoio à Sarah Fonseca

Logo após a divulgação do caso de racismo, muitos artistas e influenciadores deixaram seu apoio à Sarah Fonseca, que tem mais de 700 mil seguidores em seu perfil no Instagram. A cantora Anitta disse: “te amo, amiga”, seguido com emoji de coração. Além disso, a dançarina Arielle Macedo também se manifestou: “Dói demais Sarah. Ódio ! Tem q mostrar a cara pra levar um belo sacode”.

A influenciadora e nossa colunista Bianca Barroca ficou indignada com a atitude racista e apoiou Sarah: “ABSURDO!!!!!!! Sarah você é muito amada, sinto muito que isso tenha acontecido”. Por fim, outros influenciadores e artistas fizeram questão de marcar o estabelecimento e cobrar um posicionamento.

Padaria afirma que funcionário não faz parte do estabelecimento

O caso de racismo gerou uma grande repercussão nas redes sociais. Assim, a padaria publicou, no dia do ocorrido, uma nota de repúdio. No entanto, reforçou que o homem em questão não é funcionário da Baked e que vai auxiliar a influenciadora em todas as medidas necessárias.

“A Equipe Baked ficou ciente nas últimas horas que um episódio de discriminação ocorreu hoje em nossa loja, envolvendo prestador de serviços do bairro e uma de nossas clientes. Acreditamos que essa situação é extremamente grave, e estamos completamente indignados. Gostaríamos de esclarecer que o segurança em questão não é funcionário contratado da Baked, e sim um prestador de serviços para a rua, e de maneira nenhuma ele nos representa”, diz a nota.

Sarah encoraja pessoas a denunciarem e lutarem contra racismo

Sarah Fonseca se manifesta após racismo. Créditos: Stories @sarahafonseca

Assim que o caso veio à tona, a influencer fez questão de agradecer as mensagens de carinho e apoio. Além disso, disse que sofre de ansiedade e que voltaria a aparecer quando se sentisse melhor, mas que já tomou as atitudes contra o racismo sofrido. “Compartilhar esse tipo de situação ajuda muito porque encoraja outras pessoas a fazerem o mesmo: denunciar. Precisamos denunciar sim. Precisamos lutar sim”.

A jovem também fez questão de divulgar delegacias especializadas para que a denúncia contra o racismo seja feita de forma correta. “O tratamento é realmente especial e atencioso. Não se calem”.

Foto de capa: Reprodução Instagram / @sarahafonseca

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade