Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Corpo Livre de pressão estética

Corpo Livre de pressão estética: 7 dicas para não ceder ao padrão

Dicas para não ceder ao padrão estético e seguir em busca da autoaceitação e do amor-próprio.

publicidade

publicidade

Corpo Livre de pressão estética: 7 dicas para não ceder ao padrão

Dicas para não ceder ao padrão estético e seguir em busca da autoaceitação e do amor-próprio.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Corpo Livre de pressão estética

publicidade

publicidade

O Body Positive e o Movimento Corpo Livre estão mudando diversos estereótipos em relação à beleza e à pressão estética impostas pela sociedade. Porém, apesar de grandes mudanças já serem perceptíveis nas publicidades, na moda e no nosso dia a dia em geral, ainda é difícil resistir a se manter buscando a tão sonhada perfeição. São tantos anos correndo atrás de metas impossíveis, fazendo dietas, procedimentos, cirurgias, que não fazer isso parece até errado.

Não está errado não, viu? Por isso, fizemos essa lista bem ao estilo autoajuda pra te dar uma força nesse caminho da liberdade e te deixar tranquila com o seu processo de detox da pressão estética. Segue aí 7 dicas para você não ceder ao padrão e continuar sua caminhada em busca do amor-próprio! 

1) Sem pressão estética: desconstrua o conceito de beleza e crie o seu

Já parou para pensar que o que você acha bonito foi o que te fizeram achar bonito? Por que todo mundo tem o mesmo gosto? Por que você quer mudar algo em você? Qual a sua base de comparação para o que é bonito ou feio? São muitas perguntas, mas o princípio é esse: questione! Você só pode entender de fato algo a partir do momento em que conseguir questionar. E pasme: você não vai encontrar todas as respostas. 

2) Entenda a história do seu corpo e acolha ele com ele é/está

Por conta da pressão estética, você já olhou o seu corpo com tom de julgamento e crítica, tendo em mente uma lista com todos os pontos que gostaria de mudar ou melhorar, né? Mas já tentou entender o motivo dele ser como é? Já olhou para o corpo dos seus pais, seus irmãos, já observou as características genéticas e fenotípicas com atenção e sem fazer juízo de valor em cima das suas características? Agora chegou a vez.

3) Analise os ambientes que você circula e mude (se precisar mudar)

Não adianta você passar por um processo de desconstrução de uma pressão estética sem entender que as pessoas ao seu redor tem o processo delas. É como se estivéssemos correndo uma maratona: cada um tem seu tempo, seu passo e seu jeito de seguir em frente. Tem gente inclusive que resolve nem correr. Tudo bem também!

Pode apostar que vai se sentir bem mais livre ao sair e frequentar lugares com pessoas na mesma sintonia que você, passando pelas mesmas questões ou questões parecidas. Inclusive é assim que você já chega na próxima dica.

4) Monte uma rede de apoio com pessoas que você pode confiar

Uma rede de apoio é formada por pessoas que você ama, te amam de volta e você pode confiar suas dores, questões e que não vão te julgar por isso. É uma rede de proteção mesmo. Parece missão impossível? Não é. Comece fazendo uma limpa geral, desde o ambiente digital, em que a pressão estética é reforçada a todo instante, até o seu círculo de pessoas próximas. Filtrou? Já é meio caminho andado.

Quem são essas pessoas que te fazem sentir bem na sua vida? Se você acha que não tem, tome a iniciativa, busque, participe online de ambientes que debatem as questões que você tem. Buscar conhecimento nos leva a conhecer pessoas que estão buscando também, e assim os grupinhos vão surgindo! 

5) Ter referências é diferente de pressão estética: inspire-se, mas seja VOCÊ

Ter uma referência não é invejar ou querer ser a outra pessoa. É bem diferente da pressão estética. Referências inspiram, mostram atitudes e histórias que vão ajudar você a encontrar o seu caminho. Por isso, siga e consuma conteúdo de pessoas que falam de assuntos interessantes, que te deixem bem e feliz consigo mesma. Só não esqueça que cada um tem a sua forma de superar dificuldades, enfrentar desafios e não adianta se comparar sem ter isso em vista, beleza?

6) Busque ajuda profissional para se conhecer e se estiver muito difícil seguir sem apoio 

Todo mundo tem alguma questão como o próprio corpo e a aparência. Corpo Livre é para todos os corpos justamente por isso. Porém, se essas questões e a pressão estética estão te bloqueando, te impedindo de viver de uma forma saudável ou te travando e interferindo de forma negativa na sua vida, busque ajuda profissional

Cada psicólogo ou terapeuta tem um jeito diferente de trabalhar e com linhas terapêuticas diversas. Experimente a que tem mais a ver com as suas questões e não desista de encontrar o profissional certo para estar com você nessa jornada. Não tem nada de errado nisso, pelo contrário! Só vai te ajudar a trabalhar seu lado emocional e gerar ainda mais autoconhecimento. 

7) Respeite e acolha as suas dificuldades se estiver sentindo pressão estética

É muito difícil a gente tentar qualquer coisa, não atingir o objetivo da forma que a gente espera e ter que lidar com a pressão estética e aquele sentimento chato de frustração. Sabe de uma coisa? Faz parte do jogo! Talvez você precise fazer de outro jeito, ou fazer de novo, ou pedir ajuda, ou tentar em outro momento… São possibilidades diversas porque NÓS SOMOS DIFERENTES. E essa é a maravilha da diversidade! 

Por isso, acolha você, seus medos e a sua história. Pense duas vezes antes de fazer qualquer coisa para se enquadrar em padrões inatingíveis ou que simplesmente não servem pra você. Nossas dores são legítimas e saber a melhor forma de curá-las é um aprendizado que ninguém pode fazer pela gente. Siga firme na sua trajetória e não se esqueça: ser você mesma e amar isso tudo pode demorar, mas é a melhor decisão que você vai tomar na sua vida! 

E aí, preparada para começar a viver um #CorpoLivre de pressão estética? 

Foto de capa: Unsplash

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade