Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Chá emagrecedor: médica alerta após caso de hepatite fulminante

Chá emagrecedor: médica alerta após morte por hepatite fulminante

A médica Liliana Ducatti Lopes fez um alerta sobre os riscos de chá emagrecedor após caso de paciente que morreu com hepatite fulminante. Confira!

publicidade

publicidade

Chá emagrecedor: médica alerta após morte por hepatite fulminante

A médica Liliana Ducatti Lopes fez um alerta sobre os riscos de chá emagrecedor após caso de paciente que morreu com hepatite fulminante. Confira!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Chá emagrecedor: médica alerta após caso de hepatite fulminante

publicidade

publicidade

A médica gastroenterologista Liliana Ducatti Lopes compartilhou um alerta sobre riscos de tomar chá emagrecedor nas redes sociais. Em vídeo, a cirurgiã do Hospital das Clínicas de São Paulo contou o caso de uma paciente internada precisando de um transplante de fígado.

Isso porque Mara Abreu, enfermeira de 42 anos, apresentava quadro de hepatite fulminante por ingerir o líquido de 50 ervas, incluindo chá verde, carqueja e mata verde. A paciente não resistiu e morreu. Veja alerta!

Paciente morre à espera de transplante de fígado após chá emagrecedor

De acordo com Liliana, a paciente estava aguardando por um doador para fazer o transplante de fígado após chá emagrecedor. Além disso, explicou que, na literatura médica, há outros casos semelhantes, quando a pessoa não possui nenhum problema de saúde aparente, mas acaba desenvolvendo uma falência aguda do fígado gravíssima. Por isso, necessita de um transplante “urgente”.

Logo em seguida, a médica ainda alertou sobre o risco de óbito, se a cirurgia não ocorrer em 24, 48 ou 72 horas. No entanto, a enfermeira Mara Abreu não resistiu e faleceu. Além disso, Liliana disse que teve conhecimento dos chás emagrecedores depois que a família da paciente levou um frasco ao consultório.

“Quando olhamos o rótulo dessa medicação já podemos identificar diversas ervas conhecidas por serem hepatotóxicas, por fazerem mal ao fígado. Dentre elas, a mais comum e mais conhecida é o chá verde. É muito bem descrito na literatura, há vários relatos que mostram casos de hepatite fulminante causada por uso de chá verde”, disse.

Saiba quais tipos de medicação são prejudiciais ao fígado

Por isso, a médica foi às redes sociais e contou que o chá emagrecedor verde, carqueja e mata verde são conhecidos entre os médicos como prejudiciais ao fígado. “Nós recomendamos não fazer o uso desse tipo de medicação: chá que desincha, chá detox, natural, erva… Não faça uso, desaconselhe as pessoas que você conhece. Isso tudo é charlatanismo e são descritos como hepatotóxicos, fazem mal para o fígado sim e podem levar à necessidade de um transplante de fígado”, acrescentou.

Por fim, Liliana Ducatti Lopes revelou que, muitas vezes, a pessoa não consegue esperar o doador de fígado, como aconteceu com Mara Abreu.

“O pior é que muitas vezes a pessoa não consegue nem chegar ao transplante do fígado. E tudo isso por causa de uma medicação que poderia ter sido evitada, um falso remédio para emagrecer, uma falsa ilusão de que é natural e não tem problema. Tem problema sim. Na literatura médica está muito bem descrito, é só procurar”, completou.

Foto de capa: Divulgação Unsplash

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade