Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Língua geográfica: o que é e quais os sintomas da condição bucal da tiktoker que viralizou

Tiktoker viraliza com “língua geográfica” e cria rede de apoio na web

Roberta Santos, de 22 anos, movimentou o Tiktok ao exibir sua língua geográfica. O vídeo levantou curiosidade entre internautas e aumentou as pesquisas pelo tema no Google. Saiba o que é e os sintomas!

publicidade

publicidade

Tiktoker viraliza com “língua geográfica” e cria rede de apoio na web

Roberta Santos, de 22 anos, movimentou o Tiktok ao exibir sua língua geográfica. O vídeo levantou curiosidade entre internautas e aumentou as pesquisas pelo tema no Google. Saiba o que é e os sintomas!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Língua geográfica: o que é e quais os sintomas da condição bucal da tiktoker que viralizou

publicidade

publicidade

A capixaba Roberta Santos, de 22 anos, viralizou pelo Tiktok após compartilhar um vídeo em que mostrava a sua língua geográfica, uma condição inofensiva que afeta a superfície e provoca manchas pelo órgão. Pela rede social, internautas lotaram a jovem com perguntas sobre a característica bucal, enquanto pelo Google o tema ficou entre os assuntos mais pesquisados.  

“Pesquise ‘língua geográfica’ antes de falar que não escovo minha língua”, legendou Roberta Santos. Além disso, afastou comentários ofensivos a respeito da aparência do órgão e pitacos indesejados.

Onde Roberta mora, em Ibiraçu, norte do Espírito Santo, ela já explicava ao seu grupo de amigos sobre a língua geográfica: “Gente, isso aqui é uma condição que dá na língua, que causa esses relevos. Não é uma questão de higiene. Às vezes ela arde, muda de aparência todo dia, mas não passa pra ninguém. É algo só meu”.

@eirobertasantos

Responder @taliperes2 tem que rir com um comentário desse kkkkk minha língua hoje pra vocês verem! Ta muito diferente dos outros vídeos!

♬ i am fckin crazy – tan

Roberta Santos cria rede de apoio após vídeo da língua geográfica

E o que era um caso raro para Roberta Santos, a princípio, rapidamente ela descobriu que existem outras pessoas com a língua geográfica. O vídeo alcançou mais de 8 milhões de curtidas e 4 mil comentários, sendo alguns deles de pessoas que contam sobre suas experiências com a mesma condição. Assim, a lavadora de carros, mesmo sem intenção, conseguiu criar uma rede de informação e apoio.

“Um dos vídeos mais necessários da minha vida. Eu nunca entendi porque minha língua era como era, mas agora eu sei”, comentou uma pessoa. “A minha tem cortes e desenhos. Mesmo escovando, a língua tem dias que está mais marcada e não sai”, disse outra. “Não é falta de higiene, é uma mutação nas células”, explicou mais um. Em resposta à uma internauta, Roberta Santos explicou que, em seu caso, ela não sente dor, mas que arde quando come ou bebe coisas ácidas e cítricas.

Saiba mais sobre a língua geográfica

Língua geográfica, também chamada de glossite migratória benigna, é uma condição que causa o aparecimento de um padrão semelhante a um mapa na língua. Pessoas com essa condição apresentam manchas lisas e avermelhadas cercadas por bordas brancas na língua. Desse modo, as áreas vermelhas não apresentam as pequenas protuberâncias (papilas) que aparecem naturalmente na sua superfície.

Atualmente, não é possível dizer quantas pessoas ao redor do mundo possuem a língua geográfica. No entanto, alguns médicos estimam que cerca de 3% da população apresentam essa condição, mas ainda assim pode ocorrer com mais frequência.

A língua geográfica aparece em pessoas de todas as idades, incluindo bebês e crianças, mas é ligeiramente mais comum em adultos jovens. Pessoas com psoríase (uma doença que causa manchas escamosas na pele) e artrite reativa (síndrome de Reiter) têm maior probabilidade também.

Condição benigna não requer tratamento

Embora muitas pessoas não notem nenhum sintoma, o sinal mais reconhecível da língua geográfica é o aparecimento do padrão na língua. Os sinais podem ir e vir e durar algumas semanas ou anos. Eles incluem: manchas vermelhas na língua e em outras áreas da boca, ausência de papilas e sensação de queimação. Por ser uma condição benigna, o tratamento não é necessário.

O recomendado é, em caso de dor ou desconforto, evitar comer qualquer coisa que possa irritar a região, como, por exemplo, alimentos picantes. Para aliviar essa sensação, são indicados remédios que aliviam reação alérgica, analgésicos e anti-inflamatórios. Em casos mais graves, procure um médico de sua confiança.

Foto de capa: Unplash

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade