Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Vida nas redes sociais

Vida nas redes sociais: 4 motivos para você parar de se comparar!

Comparar a sua vida com a de alguém que você segue apenas nas redes sociais não dá certo. Afinal, nem tudo tem a ver com a realidade. Veja!

publicidade

publicidade

Vida nas redes sociais: 4 motivos para você parar de se comparar!

Comparar a sua vida com a de alguém que você segue apenas nas redes sociais não dá certo. Afinal, nem tudo tem a ver com a realidade. Veja!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Vida nas redes sociais

publicidade

publicidade

A tecnologia, cada vez mais evoluída, proporciona inúmeras vantagens na vida cotidiana. Entre elas, saber o que acontece em diferentes partes do mundo, pedir comida sem nem precisar levantar do sofá e estar mais próximo de amigos e pessoas que você admira, por meio das redes sociais. São infinitas possibilidades, seja para quem quer criar conteúdo, vender produtos ou mesmo para quem quer apenas postar uma foto bonita. Só que nem tudo são flores com a vida nas redes sociais.

Entre algoritmos, exibição de corpos e muita informação, as redes sociais também podem gerar um clima de competição e comparação eterno. Isso tem acontecido com você? Acha que o feed do vizinho é mais bonito e interessante do que o seu? Veja 4 motivos para você parar de se comparar com os outros nas redes sociais!

1) As pessoas exibem apenas uma parte da vida delas nas redes sociais

Por mais que alguém passe o dia inteiro postando a rotina nas redes sociais, aqueles tracinhos nos stories do Instagram não representam nem metade da vida de uma pessoa. Não mesmo, já que só pode postar até 100 stories em 24h, o que dá no máximo 25 minutos da vida de alguém. Mesmo que essa pessoa faça 1h de live diariamente e ainda poste vídeos de até 20 minutos por dia, você só vai ver 1h e 45 minutos. Entende?

Mais do que isso: esse recorte que é mostrado geralmente é de algum momento feliz ou algo que a pessoa simplesmente quis mostrar naquele momento. Não é justo com você querer comparar a sua vida inteira, com fases boas e ruins, a um instante de felicidade de outra pessoa. E detalhe: que é editado!

2) Você não sabe o que realmente está acontecendo do outro lado da tela

A não ser que você tenha muita intimidade com alguém (e, às vezes, nem isso é suficiente), você também não sabe o que pode estar rolando com vida dela fora das redes sociais. Postar uma foto de biquíni na praia em uma segunda-feira não significa que alguém esteja aproveitando o começo da semana à beira-mar.

Declarações de amor nas redes também não significam que o relacionamento esteja a mil maravilhas, assim como um abdômen trincado não é sinônimo de saúde perfeita. Não dá para saber se uma pessoa está bem só porque apareceu sorrindo ou dançando. 

3) Os filtros de fotos e vídeos podem provocar distorção de imagem

Quem nunca postou uma foto ou vídeo com filtros? De forma saudável, os recursos podem deixar as mídias mais divertidas e, claro, dar um leve upgrade na beleza naqueles dias em que você não está se sentindo tão bonita assim. O perigo é quando essas ferramentas provocam distorção de imagem e você passa a acreditar que aquele filtro que apaga as manchas da pele, que te deixa com os olhos mais iluminados ou que afina o seu nariz é a chave da felicidade. Comparar a sua pele real com a versão filtrada nas redes sociais é frustração na certa. 

4) As redes sociais podem ser um lugar tóxico e insustentável

Com a evolução da tecnologia, as redes sociais também acompanham o fluxo e, não à toa, toda hora surge uma novidade. Por isso, é provável que você já tenha se sentido pressionada a postar mais a sua vida nas redes sociais. Consumir mais e fazer o mesmo que todo mundo, sem nem se questionar se faz sentido para você, só para não ser atropelada pelos algoritmos. Assim, as redes sociais acabam se tornando um espaço nocivo e insustentável, com tanta informação que ninguém vai dar conta de absorver. 

Esses são apenas alguns motivos para você repensar a sua relação com as redes sociais e evitar ficar se comparando com apenas trechos da vida de outras pessoas. Tem um documentário na Netflix chamado “O Dilema das Redes” que aprofunda o assunto dos danos das redes sociais para quem tem interesse. Embora o digital tenha as suas vantagens, a vida offline também é muito interessante. Saia um pouco do celular e vá viver! 

Foto de capa: Unsplash

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade