Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Rebecca quer quebrar estereótipo de beleza e trazer representatividade com “Barbie”

Rebecca quer quebrar estereótipo e trazer representatividade com “Barbie”

Em entrevista exclusiva ao Alexandrismos, Rebecca fala sobre padrões de beleza e busca por mais representatividade com lançamento de "Barbie" . Leia!

publicidade

publicidade

Rebecca quer quebrar estereótipo e trazer representatividade com “Barbie”

Em entrevista exclusiva ao Alexandrismos, Rebecca fala sobre padrões de beleza e busca por mais representatividade com lançamento de "Barbie" . Leia!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Rebecca quer quebrar estereótipo de beleza e trazer representatividade com “Barbie”

publicidade

publicidade

Por muitos anos, a Barbie representou o ideal de beleza e estilo de vida de muitas meninas. A boneca atravessou gerações e se modernizou às demandas do público feminino, mas se manteve sempre com a imagem de uma jovem bonita, rica e branca. Para quem é da periferia, sobretudo brasileiras, fugir desse padrão e construir a própria identidade é um mergulho profundo e nada fácil.

Dessa forma, Rebecca, uma mulher negra e fora do padrão, pretende mostrar, de maneira leve e direta, que existe beleza em outros estilos com o lançamento do single “Barbie”. Confira a entrevista exclusiva que a cantora deu ao Alexandrismos!

“Nunca me encaixei, não me sentia representada”, desabafa 

Rebecca conta com exclusividade sobre a mensagem que pretende passar aos fãs com sua nova música. “Todas nós podemos ser Barbies e não só aquele padrão de cabelo liso, loiro e com corpo magro. Muitas mulheres cresceram com uma dessas na mão, achando que só esse estereótipo era a beleza ideal. Ou seja, eu, que nunca me encaixei, não me sentia representada. Isso é duro demais. Hoje, ver a diversidade das bonecas e minha filha se sentindo representada me emociona, porque é uma conquista”, afirma a cantora, que é mãe de Morena, de 4 anos.

De acordo com Rebecca, a inspiração do hit e criar sua própria Barbie surgiu da vontade de enaltecer outras mulheres e trazer a representatividade. “Quatro mulheres periféricas, diferentes entre si e todas são Barbies completamente livres de qualquer padrão e amarras”, explica, fazendo referência à Pocah, Lexa e Danny Bond, com quem divide o feat.

“Um prazer enorme unir essas mulheres potentes nessa música tão importante para a minha carreira. A primeira música de 2022 e com um dos maiores investimentos”, revela.

Rebecca aborda respeito à liberdade feminina no EP “Outro Lado”

Desde o lançamento do EP “Outro Lado”, Rebecca tem abordado cada vez mais o respeito à liberdade feminina. Depois que engatou a carreira, ela confessa já ter sido vítima do machismo. “Principalmente no meu trabalho por conta dos meus figurinos e músicas. Continuo lutando pelo direito das mulheres, elas podem cantar e ser quem quiserem. Temos um caminho longo a percorrer, mas já abrimos muitos espaços”, afirma.

Além disso, Rebecca mostrou seu lado mais artístico com o lançamento. Vendo o resultado positivo desses novos projetos, a carioca conta que o projeto foi focado no cinema. “Tive a liberdade de atuar no meu próprio clipe. Me sinto realizada em me desafiar, principalmente tirar minhas ideias do papel e fazer acontecer. Esse projeto foi uma aventura e desafio para mim. Por fim, eu usei o gancho porque logo viria vários filmes no qual eu participei”, conclui.

Foto de capa: Instagram @rebecca / Fotografia: @stefflima

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade