Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Pacientes acusam médico de deformar nariz

Pacientes acusam médico de deformar nariz após rinoplastia. Entenda!

Alan Landecker, especialista em rinoplastia, está sendo investigado por suspeita de deformar nariz de 30 pacientes. Veja o caso!

publicidade

publicidade

Pacientes acusam médico de deformar nariz após rinoplastia. Entenda!

Alan Landecker, especialista em rinoplastia, está sendo investigado por suspeita de deformar nariz de 30 pacientes. Veja o caso!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Pacientes acusam médico de deformar nariz

publicidade

publicidade

O médico Alan Landecker, especialista em rinoplastia, está sendo investigado pela Polícia Civil e pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) como suspeito de deformar o nariz de cerca de 30 pacientes. Isso porque vítimas alegam terem sofrido complicações por infecções bacterianas após o procedimento feito pelo profissional. Além disso, algumas também apresentaram perda de olfato e perfuração devido ao apodrecimento da pele.

Segundo informações publicadas no portal “G1”, o cirurgião foi afastado na primeira semana de novembro dos hospitais Sírio Libanês, Albert Einstein e Vila Nova Star, mas nega as denúncias. Acompanhe o caso!

Hospitais se manifestam sobre afastamento do cirurgião

O Hospital Israelita Albert Einstein afirmou que a atuação do cirurgião e os relatos dos pacientes estão sob avaliação do Comitê Médico Executivo da instituição e em um processo administrativo. Além disso, o Hospital Sírio-Libanês disse ter avaliado os casos dos internados e não identificou falhas nos processos assistenciais feitos pela instituição.

No entanto, a instituição reforçou que tem compromisso com os padrões de controle de infecção hospitalar e que abriu uma sindicância ética e administrativa, suspendendo temporariamente as atividades do médico. Em nota, a Rede D’Or declarou que foi suspenso do Hospital São Luiz e pelo Vila Nova Star.

Nariz de pacientes apresentam deformações após rinoplastia

Em declaração, a paciente Marília Frank contou ter registrado um boletim de ocorrência após o procedimento ter pendências. “Fiz a cirurgia [no nariz] em maio deste ano e, quando ele tirou o último curativo, viu que a cartilagem estava podre. Meu nariz estava estragado, eu estava toda torta, e ele me mandando pra casa tomar analgésico”, disse a advogada ao “G1”.

Paula Oliveira, de 38 anos, lamentou que a cirurgia ainda continue impactando na sua vida um ano após procedimento. “Me curei da infecção depois de um terceiro procedimento, mas ainda estou sem olfato, preciso esperar um prazo para fazer o reparo estético, já que fiquei com o nariz deformado, gastei o dobro do que previa com isso e sigo usando todas as minhas economias enquanto não consigo um novo trabalho”, declarou ao portal.

Já o empresário Veraldino de Freitas Júnior, de 35 anos, apresenta o caso mais grave. Depois da cirurgia em seu nariz, feita em setembro de 2020, ele passou a fazer uso intravenoso de antibióticos duas vezes ao dia e segue com uma ferida aberta no nariz. Além disso, acrescenta que a infecção aconteceu no ambiente hospitalar e acusou a instituição de “negligência de sempre amenizar a situação”.

“Meu infectologista explicou que a contaminação aconteceu no primeiro ato cirúrgico e que, desde então, o tratamento aconteceu de forma incorreta”, reclamou.

Cirurgião plástico rebate acusações sobre rinoplastias: “Não são verdadeiras”

Em resposta, o médico Alan Landecker se pronunciou através de seus advogados, Daniel Bialski e Fernando Lottenberg, repudiando as acusações. Além disso, apontou que os problemas foram os descumprimentos das orientações dadas aos pacientes. Por fim, disse que está acionando a Justiça contra os ataques. 

“Não são verdadeiras as acusações feitas por alguns ex-pacientes do Dr. Alan Landecker, que não seguiram o tratamento proposto ou abandonaram os cuidados e orientações que vinham sendo prestados no tratamento da infecção. Não pode, portanto, ser atribuída responsabilidade ao Dr. Alan por decisões unilaterais tomadas por esses ex-pacientes, que agora buscam reparação financeira”.

Quanto aos hospitais que decidiram suspender sua atuação profissional, os advogados acrescentaram que entende se tratar de uma atitude “unilateral e precipitada”. “A lisura das ações do Dr. Alan Landecker está sendo comprovada nos órgãos responsáveis pela apuração dos fatos”, completou.

Rinoplastia e outras cirurgias plásticas possuem riscos. Saiba!

Sonho de consumo de muitos, a cirurgia plástica no nariz ou em outra parte do corpo pode acabar gerando algumas complicações, como rompimento dos pontos, cicatrizes deformadas, acúmulo de líquido infecções e até trombose. Idade superior a 60 anos, pessoas com doenças crônicas, sistema imune fraco e que tomam anticoagulantes – ou apresentam problemas como varizes – têm maiores chances de ter problemas.

Por isso, a melhor forma de diminuir esses riscos é realizar o procedimento numa clínica ou hospital, com um cirurgião plástico de confiança, além de seguir todas as recomendações no pré e no pós-operatório. Vale reforçar ainda que a sua escolha deve ser baseada na sua vontade, e não por pressão estética.

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade