Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Nunca fui bonita para a sociedade, eu me fiz bonita

“Nunca fui uma mulher bonita pra sociedade, eu me fiz bonita”

Rebeca Costa nunca deixou que os padrões de beleza impostos pela sociedade determinassem quem ela é. Leia!

publicidade

publicidade

“Nunca fui uma mulher bonita pra sociedade, eu me fiz bonita”

Rebeca Costa nunca deixou que os padrões de beleza impostos pela sociedade determinassem quem ela é. Leia!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Nunca fui bonita para a sociedade, eu me fiz bonita

publicidade

publicidade

Eu me fiz bonita quando sempre optei por ser o que eu quisesse ser. Não por me aceitar, mas por me reconhecer diariamente entendendo que o padrão foi citado por uma pessoa. E cá entre nós: pessoas erram!

A mídia e a sociedade não ditam conceitos corretos. São meros achismos implantados em mentes imbecis e banalizadas.

Eu sempre me olhei, me vendo mesmo. De verdade. Eu nunca deixei que as vozes externas, como da mídia ou de qualquer pessoa, me induzissem a achar que eu sou um erro ou a desconstruir minha identidade real. 

Eu sempre me reconheci como Rebeca, uma menina com nanismo, de baixa estatura, mas sempre, sempre capaz de ir além dos meus limites. E assim superei alguns deles. 

Não preciso que as pessoas me determinem! Eu sempre fui muito ciente disso. 

Busque em você o que tem de melhor e o que faz de melhor. E entregue ou revide, como achar melhor, isso para as pessoas que com certeza vai ser um sucesso!

Acreditar em si mesmo é o primeiro passo para se transformar na mulher que você quer.

Foto de capa: Acervo pessoal

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Rebeca Costa

Rebeca Costa

Rebeca Costa é escritora, modelo, palestrante e formada em direito. Também é a idealizadora do projeto @looklittle, que consiste em mostrar o corpo e a condição das pessoas com nanismo de forma positiva e real.

publicidade