Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Modelo negra é chamada de “aberração” e psiquiatra é punido por racismo

Modelo negra é chamada de “aberração” e psiquiatra é punido por racismo

O médico Jeffrey Lieberman descreveu a modelo Nyakim Gatwech como uma “aberração da natureza” em uma rede social e foi punido pelo comentário “racista e sexista”. Veja caso!

publicidade

publicidade

Modelo negra é chamada de “aberração” e psiquiatra é punido por racismo

O médico Jeffrey Lieberman descreveu a modelo Nyakim Gatwech como uma “aberração da natureza” em uma rede social e foi punido pelo comentário “racista e sexista”. Veja caso!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Modelo negra é chamada de “aberração” e psiquiatra é punido por racismo

publicidade

publicidade

Nyakim Gatwech foi vítima de racismo depois de ser chamada de “aberração da natureza” pelo renomado psiquiatra norte-americano Jeffrey Lieberman. Isso porque, em sua conta pessoal no Twitter, o chefe do departamento da Universidade de Columbia, já suspenso da instituição, compartilhou o comentário sobre a modelo usando uma foto dela. De acordo com a publicação, ela é a pessoa com o tom de pele mais escuro do mundo pela Guinness World Records.

Veja o que disse psiquiatra a respeito de modelo negra

“Seja uma obra de arte ou uma aberração da natureza, ela é uma bela vista de se ver”, escreveu Jeffrey Lieberman, na última segunda-feira (21). Após inúmeras acusações de racismo, o psiquiatra apagou sua rede social e, nesse meio tempo, enviou um e-mail aos seus colegas se desculpando pela publicação “racista e sexista”.

Além disso, ele acrescentou que estava “profundamente envergonhado” de seus “preconceitos e suposições estereotipadas”.  “Um pedido de desculpas meu à comunidade negra, às mulheres e a todos vocês não é suficiente. Eu machuquei muitos e estou começando a entender o trabalho pela frente para fazer as mudanças pessoais necessárias e, com o tempo, recuperar sua confiança”, escreveu Lieberman, momentos antes de ser suspenso.

Dr. Lieberman renuncia cargo de diretor executivo em instituto psiquiátrico

Dr. Lieberman se especializou em esquizofrenia e é considerado um dos principais psiquiatras do país. Primeiramente, o médico foi removido de seu cargo de psiquiatra-chefe do Centro Médico Irving da Universidade de Columbia/Hospital Presbiteriano. Em seguida, também renunciou o cargo de diretor executivo do Instituto Psiquiátrico, ambos pelo estado de Nova York. 

“Condenamos o racismo e o sexismo refletidos no tweet do Dr. Lieberman e reconhecemos e compartilhamos a mágoa, tristeza, confusão e emoções angustiantes que você pode estar sentindo”, disse Thomas Smith, o novo diretor interino, e outros líderes em um e-mail para a equipe.

Nyakim Gatwech rebate racismo: “Eu amo minha pele escura”

Em seu perfil do Instagram, Nyakim Gatwech rebateu a publicação. Primeiramente, esclareceu que o Guinness não monitora tons de pele. Além disso, comentou sobre o racismo sofrido.

“Não consigo imaginar que seja possível saber quem é a pessoa mais clara ou mais escura do planeta! Infelizmente, acredito que isso tenha impactado negativamente a minha conta no Instagram. Trabalhei muito duro para construir minha página e usá-la como plataforma para promover autoaceitação, positividade corporal e, claro, minhas parcerias com marcas, mas é sobre amor-próprio acima de qualquer outra coisa. Eu amo minha pele escura e meu apelido de “Rainha das Trevas”, mas nunca disse que sou a pessoa mais escura do mundo”, declarou.

Foto de capa: reprodução / Instagram @queennyakimofficial

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade