Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Marina Ruy Barbosa fala de trabalho, saúde mental e planos para a Ginger

Marina Ruy Barbosa responde dúvidas sobre trabalho e saúde mental

Marina Ruy Barbosa deu detalhes sobre seu lado empreendedora, saúde mental e planos futuros de uma linha plus size em sua marca de roupas. Saiba mais!

publicidade

publicidade

Marina Ruy Barbosa responde dúvidas sobre trabalho e saúde mental

Marina Ruy Barbosa deu detalhes sobre seu lado empreendedora, saúde mental e planos futuros de uma linha plus size em sua marca de roupas. Saiba mais!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Marina Ruy Barbosa fala de trabalho, saúde mental e planos para a Ginger

publicidade

publicidade

Marina Ruy Barbosa abriu o jogo a respeito de sua rotina de trabalho com a Ginger, sua marca de roupas. Em bate-papo com fãs no Instagram, a atriz falou sobre a valorização de mão-de-obra brasileira, saúde mental e até mesmo o planejamento para criar uma linha plus size.

“Agora que estamos um pouco mais estruturados como empresa e time, vou conseguir alinhar mais sonhos. Esse é um deles”, revelou, marcando a modelo Rita Carreira, que voltou às passarelas do São Paulo Fashion Week na última edição.

Marina Ruy Barbosa falou sobre relação com trabalho e saúde mental

Marina Ruy Barbosa se considera workaholic. Primeiramente, a ruiva começou falando sobre seu modo “agitado” em trabalhar, admitindo que, muitas vezes, sentia culpa por tirar um merecido descanso.

“Às vezes, tenho dificuldade de desligar a mente e parar de pensar. Para ter noção, eu sentia culpa em dia de folga ou em viagem de férias. Acho que como eu comecei muito nova a trabalhar, sempre levei a sério. Tinha dificuldade de me permitir relaxar e curtir”, contou.

Além disso, ela respondeu sobre pessoas tóxicas e explicou como lidou com isso dentro do ambiente de trabalho. “Hoje, eu percebo que me fechei bastante. O que é bom e é ruim. Sempre fui muito simpática, querida com todos, conversava, batia papo mesmo. Mas hoje eu não consigo ser tão aberta com as pessoas. É bom porque você se protege da maldade alheia e das intenções ruins dos outros. Porém, ao mesmo tempo perde um pouco da sua essência”, lamentou.

Por fim, acrescentou que tem refletido mais sobre “viver a essência” e cuidar de sua saúde mental: “Trabalho muito isso dentro de mim e entendo que não posso querer me punir, achando que só vou conseguir meus objetivos com muito sacrifício. Dá para aproveitar mais a vida, ser feliz, se cuidar e, ainda assim, trabalhar”.

Atriz destacou preocupação com mão-de-obra e qualidade das peças na Ginger

Em seguida, Marina Ruy Barbosa detalhou mais sobre as produções da Ginger e da confecção de peças. “Produzimos tudo aqui no Brasil, valorizando nossa mão de obra e gerando empregos”, disse, explicando sobre os altos valores das peças. Ela esclarece que os produtos muito baixos podem acarretar em uma série de problemas, que vão desde a qualidade baixa do material usado até condições de trabalho inapropriadas para costureiras.

Além disso, a atriz alerta que esse baixo custo também afeta o meio ambiente: “Geralmente são derivadas de processos de fabricação altamente poluentes, que envolvem desde o descarte de água contaminada até toneladas de retalhos que não têm o destino adequado”.

Marina Ruy Barbosa também se preocupa com seu time de costureiras e é contra a exploração de mão de obra barata. “De acordo com o livro Moda Ética para o Futuro Sustentável, o trabalhador que confecciona uma peça de roupa recebe entre 1% e 2% do preço de venda de tal peça. Estamos falando de horas de trabalho sem descanso para que elas ganhem valores irrisórios por peça e ainda corram risco de desenvolver várias doenças ocupacionais”, alertou.

Marina Ruy Barbosa quer encorajar mais mulheres a empreender

Marina Ruy Barbosa vem destacando a importância de encorajar outras mulheres no mundo do empreendedorismo desde o lançamento da Ginger. Recentemente, ela acabou com os rumores de que a sua nova empreitada tivesse recebido investimento de um homem, rebatendo o machismo:

“Não tem nenhum grupo [de investimentos], não tive nenhuma facilidade a não ser, é claro, o fato de eu, sendo atriz, já ser conhecida. Às vezes parece que, para justificar algumas de nossas conquistas, nos atacam. As coisas são muito distorcidas, usam do machismo para justificar o sucesso principalmente quando vem de outras mulheres para diminuir um pouco aquela conquista”.

Foto de capa: Reprodução Instagram / @marinaruybarbosa

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade