Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Lilian Ribeiro cita importância da rede de apoio ao tratar câncer

Lilian Ribeiro cita importância da rede de apoio ao tratar câncer de mama

Lilian Ribeiro recordou diagnóstico do câncer de mama e sua aparição em jornal após quimioterapia: "Avalanche de amor".

publicidade

publicidade

Lilian Ribeiro cita importância da rede de apoio ao tratar câncer de mama

Lilian Ribeiro recordou diagnóstico do câncer de mama e sua aparição em jornal após quimioterapia: "Avalanche de amor".
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Lilian Ribeiro cita importância da rede de apoio ao tratar câncer

publicidade

publicidade

Em meio a um tratamento contra um câncer de mama, a jornalista Lilian Ribeiro promoveu uma live com a apresentadora Ana Furtado, que já passou pela mesma doença e está curada. Na conversa entre as duas, a apresentadora da GloboNews comentou a respeito do seu diagnóstico, a perda dos cabelos e a importância da rede de apoio com outras mulheres, passando ou não pela mesma luta.

Lilian Ribeiro fala da reação ao receber diagnóstico de câncer

Primeiramente, Lilian Ribeiro disse que o diagnóstico é muito duro. Já Ana Furtado recordou que sentiu a sensação de impotência. “Vão te associar com falta de saúde, com fragilidade, e sempre fui forte, sempre tive que ser muito forte, fazer tudo que fiz e de repente esse sinal, a queda de cabelo, é um sinal flagrante de fragilidade que eu não pertenço e não gostaria de pertencer”, comentou.

“Na hora que você fica careca, você externa pra todo mundo”, diz Lilian Ribeiro

Lilian Ribeiro tornou sua doença pública em novembro do ano passado, quando fez a revelação na televisão. Segundo ela, o processo da perda dos cabelos é quando você externa para todo mundo. 

“Claro que tem outras doenças que causam, mas boa parte das pessoas que te olham pensam: ‘ela está com câncer’. Eu trabalho com imagem, então não tinha como chegar na TV e não contar para as pessoas o que estava acontecendo. Até me preparei, quando decidi levar pra direção da GloboNews a possibilidade de usar lenço, me preparei, porque eu queria continuar vivendo enquanto me tratava”, explicou Lilian Ribeiro.

Lilian Ribeiro cita importância da rede de apoio

De acordo com Lilian Ribeiro, ter uma base e boa rede de apoio está fazendo toda a diferença no seu processo de cura. Se sentindo muito acolhida nas rede sociais, ela pede que os internautas não parem de emanar boas vibrações.

“Me senti muito afagada. Minha mãe ficou muito tocada, porque ela era quem tinha mais medo de como as pessoas iriam interpretar, se é motivo de me vitimizar. Tudo isso também passava pela minha cabeça e pensei que valia a pena tentar. E o que veio foi uma avalanche de amor, de apoio, e valeu a pena. Minha quimioterapia foi muito além do que os médicos imaginavam. Tem uma energia e agradeço muito e peço que continuem, porque está funcionando!”, pediu.

Assim como Lilian Ribeiro, Ana Furtado também sentiu que o carinho dos fãs foi fundamental. “A gente fica imaginando que vai ter julgamento, mas há uma onda de apoio, de força. Para mim foi um remédio”, declarou, completando com o que tirou de aprendizado ao passar pelo câncer. 

“Eu aprendi ao longo de todo meu processo, porque eu achava que o câncer era meu algoz, meu vilão, mas com o tempo consegui transformar esse sentimento em algo mais otimista. Se essa doença apareceu, é porque ela teve algo pra me ensinar. E passei a tratar não mais como algoz, mas como um professor. Não nega; aceita e aprende. Foi o que o câncer mais me ensinou. Sempre vai ser um capítulo muito importante na minha vida”.

Foto de capa: reprodução / Instagram @lilianribeiroof

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade