Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Gloria Maria sobre racismo: “Nada blinda, ainda mais a mulher preta”

Gloria Maria conta que a fama nunca a blindou dos ataques racistas e que suas filhas, Laura e Maria, já sofreram com o preconceito em escola. Trechos!

publicidade

publicidade

Gloria Maria sobre racismo: “Nada blinda, ainda mais a mulher preta”

Gloria Maria conta que a fama nunca a blindou dos ataques racistas e que suas filhas, Laura e Maria, já sofreram com o preconceito em escola. Trechos!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Gloria Maria sobre racismo: "Nada blinda, ainda mais a mulher preta"

publicidade

publicidade

Gloria Maria abriu o jogo a respeito dos episódios racistas que enfrentou ao longo de sua carreira no jornalismo. Além disso, reforçou a a preocupação com as filhas, Laura e Maria, no futuro. Em entrevista ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura, a jornalista disse que “nada blinda preto” do racismo e revelou que as meninas já foram vítimas de preconceito. 

Saiba o que disse Gloria Maria sobre fama e racismo

Primeiramente, Gloria Maria negou ao ser questionada se a fama conseguiu afastar o racismo de sua vida: “Nada blinda preto de racismo, ainda mais a mulher preta. Nós somos mais abandonadas, discriminadas. O homem preto não quer a mulher preta. Você tem que aprender a se blindar da dor. Se você for esperar o blindamento universal, você está perdida”.

“Nada blinda preto de racismo”, desabafa Gloria Maria

Filhas de Gloria Maria já sofreram racismo na escola

Filhas de Gloria Maria, Laura e Maria já sofreram racismo na escola. No entanto, a jornalista acredita que o comportamento das crianças é um reflexo do que se aprende dentro da própria casa. De acordo com a artista, uma ouviu de um amigo que “a cor dela era feia”, enquanto a outra foi chamada de “macaca”. “Você, sua macaca, não fala nada”, reproduziu ela.

“Isso não vem da criança, vem da família. E a família não vai mudar. Quando ele (amiguinho) falou, queria machucar. E a maneira que tinha para machucar, era ofender racialmente. Isso que acho uma coisa trágica. Se ele sabe que chamar de ‘macaca’ é uma ofensa racial, é porque foi ensinado”, lamentou.

Gloria Maria lembra recuperação de tumor no cérebro 

Há pouco mais de dois anos, Gloria Maria passou por uma cirurgia para a remoção de um tumor no cérebro. Nesse meio tempo, a morte não passou pela sua cabeça: “Não pensei na possibilidade do fim nem por um segundo”.

Em outras palavras, ela acrescentou: “Se eu não tivesse descoberto naquele momento, o tumor me mataria em 15 dias. Criou um edema que inflamou, me fez ter uma convulsão. Vivi a primeira benção porque não me deixou sequelas. Tinha 30, 40% de chance de sobreviver e 20% de sobreviver sem sequelas, mas não tive medo. A vida é isso. Você está vivo para passar por todo tipo de experiência. É que o ser humano tem a tendência de querer viver num mundo cor de rosa”.

“Me preocupo com emoções”, diz sobre o jornalismo

Por fim, ao falar sobre os seus 40 anos de trajetória no jornalismo, Gloria Maria disse que seu diferencial sempre foi usar o sentimento e o lado mais humano possível em suas reportagens. 

“Comecei com o crescimento da televisão. Não tive que aprender. Comecei sem que o repórter aparecesse no vídeo, não tinha nenhuma referência. Fui criando o meu jeito, como outros. O que me interessa, sempre me interessei, é gente, cultura, histórias. Minhas matérias são feitas à base do sentimento, do ser humano. Quero conhecer almas, me preocupo com emoções”, declarou.

Além disso, ela acabou entregando de um desejo de futura reportagem de viagem: “Estou querendo ir para Marte numa dessas máquinas aí, seria um grande presente da Globo, tomara que tenha algum poderoso ouvindo a gente”.

Foto de capa: reprodução / Instagram @gloriamariareal

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade