Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Será que sou uma amiga tóxica?

Eu sou uma amiga tóxica? Saiba como identificar e mudar

Muita gente já viveu um relacionamento tóxico, seja ele amoroso ou de amizade. Mas e quando você é a amiga tóxica? Saiba identificar para mudar!

publicidade

publicidade

Eu sou uma amiga tóxica? Saiba como identificar e mudar

Muita gente já viveu um relacionamento tóxico, seja ele amoroso ou de amizade. Mas e quando você é a amiga tóxica? Saiba identificar para mudar!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Será que sou uma amiga tóxica?

publicidade

publicidade

Todo mundo tem suas falhas e, em algum momento, acaba vacilando em um relacionamento, seja ele amoroso ou apenas amizade. Entre amigos, essas questões podem ser muito sutis e você nem perceber que está lidando com uma pessoa abusiva. Mas e quando você é a amiga tóxica?

Se você ainda não tinha parado para pensar nisso, vale a reflexão. Assim, é mais fácil compreender e pensar se não é você quem está transferindo problemas às suas relações sociais, amorosas, familiares e até mesmo no trabalho. Saiba como identificar e mudar esse tipo de comportamento.

Veja alguns sinais de que você pode estar sendo uma pessoa tóxica

Nem sempre é fácil reconhecer e admitir que estamos sendo tóxicos com alguma pessoa, principalmente se ela for sua amiga. Mas alguns sinais podem te ajudar a identificar se você precisa ser humilde e dar atenção a determinados comportamentos no dia a dia.

Se você sente um ciúme descontrolado da sua amiga, não respeita os limites dos outros ou fica tentando mudar as pessoas ao seu redor, fique atenta. Reserve um tempo para fazer uma autoanálise e, mais do que isso, evita esse tipo de comportamento, pois eles podem acabar gerando certos tipos de gatilhos mentais e emocionais no outro.

Como deixar de ser uma amiga tóxica?

Essa é uma pergunta difícil, porque envolvem muitas nuances. Mas uma boa forma de começar a quebrar esse padrão é conversar abertamente com as pessoas mais próximas. Com escuta, honestidade e empatia, elas podem te alertar sobre suas atitudes e, assim, te ajudar a corrigi-las. O importante é ter transparência sobre como suas ações podem afetar outras pessoas.

Muitas vezes, essa conversa já é suficiente e muito útil. Por outro lado, dependendo das pessoas envolvidas, o papo pode soar agressivo e ofensivo – e não resolver em um primeiro momento. Se você já passou por algo parecido, talvez seja uma boa procurar um profissional que possa te orientar melhor.

Cuidar de sua saúde mental é muito importante!

Caso alguém esteja sendo tóxico com você e essa pessoa não aparece empenhada em melhorar seu comportamento, então não há problema em dar um passo atrás nesse relacionamento. O ideal é resolver conflitos e restaurar as relações, em vez de confrontar e apontar dedos. Aconteça o que acontecer, lembre-se de que sua saúde mental é valiosa e vale a pena ser protegida.

Foto de capa: Pexels

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade