Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Compulsão alimentar no fim de ano

Compulsão alimentar no fim de ano: como lidar com a pressão?

As festas de fim de ano podem funcionar como gatilhos para quem sofre com compulsão alimentar ou mesmo para quem nunca passou por isso. Saiba como lidar com a pressão!

publicidade

publicidade

Compulsão alimentar no fim de ano: como lidar com a pressão?

As festas de fim de ano podem funcionar como gatilhos para quem sofre com compulsão alimentar ou mesmo para quem nunca passou por isso. Saiba como lidar com a pressão!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compulsão alimentar no fim de ano

publicidade

publicidade

A cultura da dieta é nociva e, diariamente, somos bombardeadas de informações sobre alimentação e nosso peso. Com as comemorações de fim de ano, como Natal, Réveillon e férias, algumas pessoas se veem pressionadas pela supervalorização da autoimagem. Além disso, acabam se tornando propícias a terem compulsão alimentar, ingerindo de forma exagerada os alimentos nessas datas.

Compulsão alimentar pode estar ligada à pressão estética

Quem sofre com o distúrbio perde o controle sobre o que ou qual quantidade de comida está ingerindo. Fazer restrições, jejuns muito longos e outras “regras” para “caber” nas roupas ou “comer sem culpa” são algumas atitudes que podem influenciar quem não tem compulsão alimentar a desencadear este problema no fim de ano e piorar a situação de quem já sofre com anorexia, bulimia, entre outros.

O reencontro com a família, festas com amigos e até mesmo um date pode ser assustador para quem teme ouvir comentários indesejados e piadas gordofóbicas por conta da pressão estética existente nessa época. Tudo isso pode resultar na fixação por não comer nada ou até mesmo ingerir tudo o que vem pela frente.

Equilibre corpo e mente para lidar com questões alimentares

Enquanto a maioria das pessoas tendem a se avaliar seu desempenho no trabalho, grupos de amizade ou habilidades esportivas, outras avaliam o quanto pesa ou como enxerga seu corpo no espelho.

Nessas horas, é necessário haver um equilíbrio entre o corpo e a saúde mental. Em entrevista à revista “People”, a apresentadora Chrissy Teigen se manifestou contra a “cultura da dieta”.

“Acho que agora, neste ponto da minha vida, é mais importante para mim aproveitar as coisas como elas vêm. Eu meio que coloco minha mente acima de meu corpo um pouco, mente e espírito sobre o corpo. Se isso vai me fazer feliz e me fazer sentir bem, então eu me entrego a isso”, disse.

Além disso, quem está enfrentando uma compulsão alimentar sabe que, no fim do ano, a pressão costuma ser maior. Por isso, não deixe de procurar ajuda profissional, combinado?

Como prevenir uma compulsão alimentar?

Essa não é uma pergunta fácil de se responder. No entanto, para lidar com uma possível compulsão alimentar no fim de ano, é importante não se deixar levar pelas emoções de momento, nem pela ideia de “recompensa”. Inclusive, existem algumas estratégias simples. Entre elas, manter horário fixo para as refeições, se alimentar sem intervalos muito longos, mastigar mais vezes e de forma mais lenta e apostar no que é mais saudável. Além disso, praticar exercícios físicos, já que estamos falando de saúde.

Há diversas formas para manter uma relação saudável com a comida, principalmente quando se desmistifica as crenças sobre a alimentação, nutrição e o peso criadas pelas indústrias de beleza e da dieta. Por isso, tal começar a restaurar a confiança no seu próprio corpo e curtir as festas de fim de ano sem culpa?

Foto de capa: Pexels

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade