Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Comer sem culpa é possível!

Comer sem culpa: entenda porque seu corpo precisa de COMIDA

Quer parar de sentir culpa por se alimentar e nutrir o seu corpo? Então bora falar desse assunto importante que é COMER!

publicidade

publicidade

Comer sem culpa: entenda porque seu corpo precisa de COMIDA

Quer parar de sentir culpa por se alimentar e nutrir o seu corpo? Então bora falar desse assunto importante que é COMER!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Comer sem culpa é possível!

publicidade

publicidade

Parece óbvio dizer que um corpo precisa de comida, já que comer faz parte da necessidade básica do ser vivo. Porém, quando falamos de alimentação, é diferente. Precisamos lembrar de toda uma cultura da dieta, que dita regras e classifica alimentos como bons e ruins. Além de ser combustível para o nosso corpo, a comida também faz parte da vida social e afetiva de qualquer pessoa. Mas como comer sem culpa?

Nutrição como aliada: uma busca por fazer as pazes com a comida 

Nutrir-se não é apenas uma atividade biológica necessária para a nossa sobrevivência. Segundo a nutricionista Marcela Kotait, hoje a abordagem não-prescritiva (sem prescrição de dieta) da nutrição enxerga que existem várias coisas que interferem no ato de comer. “Desde o contexto, até características físicas, a rotina, questões familiares, psicológicas e emocionais. A mesma comida pode ser comida de várias maneiras”, conta.

Fatores econômicos, sociológicos e antropológicos interferem diretamente na forma em que comemos. Margarina não é mais saudável que a manteiga, por exemplo. Mas é mais barata. Todas as famílias têm condições de comprar o que é mais saudável? Assim como comer e cozinhar com alguém pode ser uma demonstração de afeto e amor, e não apenas um simples preparo de uma refeição. 

Nutricionistas que te ajudam a comer sem culpa? Temos!

Assim como a Marcela, nomes como Ricardo Durante, Pabyle Flauzino, Thiago Bronze e Mariana Ribeiro estão na linha de frente. Eles ressignificam a alimentação como algo além de uma cultura proibicionista e focada na estética. A nutrição comportamental consiste em um conjunto de práticas que redirecionam o olhar do indivíduo a não focar apenas no alimento.

Sendo assim, todos os comportamentos que influenciam, podendo melhorar ou prejudicar seus hábitos, são analisados e compreendidos. Entende que é muito além de pesar a pessoa e fazer seu IMC? É muuuito além!

Prazer ao comer: é possível!

Por isso que é preciso entender um pouco mais sobre as opções alternativas à necessidade de perda de peso a qualquer custo. Assim, criamos novos costumes em busca de uma alimentação de fato saudável para corpo e mente. Comer é um prazer que vem sendo negado há muitos anos devido à obsessão com o corpo. No entanto, pode ser um hábito prazeroso. 

O resgate da relação harmoniosa e sem julgamentos com a comida é urgente e está em pauta. E tudo isso para que possamos discutir de forma embasada e com profissionais comprometidos com o psicológico de seus pacientes. Assim, fica o convite para uma vida mais leve: vamos comer sem culpa? 

Comer sem culpa é um processo diário

Vale lembrar que casos de transtornos alimentares necessitam de acompanhamento psicológico especializado e nutricionistas comportamentais. Eles entendam das questões emocionais que levam aos distúrbios, beleza? Não se culpe por não conseguir comer, mesmo que você entenda que PODE. Um dia de cada vez você consegue <3 sem pressão.

Foto de capa: Adobe Stock

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade