Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Brechós plus size para você conhecer e encontrar peças do seu tamanho

Brechós plus size para comprar peças acessíveis e do seu tamanho

Você ama brechó, mas sente dificuldade em encontrar peças do seu tamanho? Veja os brechós plus size que você precisa conhecer!

publicidade

publicidade

Brechós plus size para comprar peças acessíveis e do seu tamanho

Você ama brechó, mas sente dificuldade em encontrar peças do seu tamanho? Veja os brechós plus size que você precisa conhecer!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Brechós plus size para você conhecer e encontrar peças do seu tamanho

publicidade

publicidade

Dá para ser mais sustentável com pequenas atitudes no dia a dia, e uma delas é comprar roupas em brechó. Isso porque, além de serem mais baratos, muitos lugares especializados fazem um ótima curadoria e é possível encontrar verdadeiras raridades vintage. No entanto, quando se fala em sustentabilidade e peças de segunda mão, as pessoas gordas acabavam ficando de lado nesse rolê. Isso antes dos brechós plus size!

Um dos motivos é que a indústria da moda nunca foi inclusiva em relação a quem usa plus size e, se as novas tendências ainda têm dificuldade em normalizar tamanhos maiores do que o 42, fica ainda mais difícil encontrar esse tipo de roupa em brechós. Mas a boa notícia é que muitas marcas e lojas já estão mudando esse panorama e ampliando o portfólio para atender diferentes tipos de corpos. Confira 5 brechós plus size para conhecer!

1) Fofura Pimenta: de garimpo de bijus a brechó plus size

O que começou como um garimpo de bijuterias com a sobrinha pela Rua 25 de Março, em São Paulo, se transformou na multimarcas Fofura Pimenta, da empreendedora Marcia Gattai. Especializado em roupas e acessórios plus size, o brechó tem uma variedade de blusas, calças, vestidos, conjuntos e jaquetas, com uma curadoria que alia diversidade de corpos e tendências da moda. Além disso, tem toda a facilidade para escolher, comprar e pagar sem nem ter que sair de casa.

2) Brechó XL: a loja reforça o consumo consciente sem perder o estilo

A produtora, jornalista e empreendedora Gisele Ramos criou o Brechó XL para levar a moda para todos, como descreve a própria bio da loja. Entre vestidos de festa, roupas de inverno, peças para malhar, beachwear e outras categorias, o brechó de Porto Alegre com entrega para todo o Brasil também varia entre diferentes tamanhos, reforçando o consumo consciente, fashion e inclusivo. Além disso, os valores são também muito acessíveis e convidativos, sem perder a qualidade! 

3) Pannos Brechó: roupa acima do manequim 60 no brechó plus size

Se é difícil encontrar peças para tamanhos acima 42, imagina roupas acima do manequim 60? Por isso, a Pannos Brechó se propõe a ampliar a discussão sobre moda consciente para dar uma nova chance a peças e corpos variados. À frente do brechó, a empreendedora Júlia faz tudo pelas redes sociais, com atualizações diárias sobre as novidades que chegam na marca. Tem que ficar esperta para não perder!

4) Choque Size: peças garimpadas, infos sobre consultoria de imagem e mais!

O Choque Size é um brechó plus size da Raquel Sardenberg, com peças garimpadas que vão desde o 46 até o 58. Além de conectar moda consciente e pessoas por meio da rede social, o brechó também conta especialistas. Assim, dá para tirar dúvidas sobre consultoria de imagem, dar dicas de looks e até falar sobre tendências com base na personalidade de cada signo. E mais: volta e meia rolam desapegos de influencers de moda. Já pensou ter uma peça de roupa da sua influenciadora favorita? 

5) Repassa: o site é considerado o maior brechó online do Brasil

Apesar de não ser exclusivamente um brechó plus size, é possível encontrar no Repassa, considerado o maior brechó online do Brasil, uma boa curadoria de peças dos mais variados tamanhos, incluindo 58 e 60. Vale destacar ainda que o Repassa também tem um blog com dicas fresquinhas de moda para todos os gostos e a Sacolinha do Bem, em que um time de especialistas avalia cada peça recebida que será colocada à venda, e a dona da Sacola pode receber até 60% do valor vendido em saldo. 

Ainda que seja difícil falar em sustentabilidade, moda consciente e pessoas gordas, não é impossível encontrar marcas e empreendedores dispostos a amplificar esse diálogo. Precisamos cada vez mais de marcas produzindo tamanhos realmente maiores para que todo esse processo aconteça, mostrando que dá para ser sustentável e muito fashion sem ter que excluir ninguém. Vamos fazer essa moda pegar? 

Foto de capa: Unsplash

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade