Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Autoestima: qual foi a última vez que você foi confiante?

Autoestima: qual foi a última vez que você foi confiante?

Você consegue se lembrar a última vez que sentiu confiante com sua aparência física? Dicas para resgatar a autoestima e o amor-próprio no dia a dia!

publicidade

publicidade

Autoestima: qual foi a última vez que você foi confiante?

Você consegue se lembrar a última vez que sentiu confiante com sua aparência física? Dicas para resgatar a autoestima e o amor-próprio no dia a dia!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Autoestima: qual foi a última vez que você foi confiante?

publicidade

publicidade

Se sentir confiante com seu próprio corpo parece ser uma tarefa difícil de pôr em prática, mas você não está sozinha. Mudar a forma como pensamos e começar a jornada de amor-próprio requer esforço diário e, além disso, é preciso trabalhar a positividade corporal para alcançar a autoestima.

De acordo com Alexandra Gurgel, fundadora do Movimento Corpo Livre, se sentir confiante está ligado à sua insegurança e a forma como você trabalha ela.

“Em algum momento você foi confiante com você mesmo, como colocar um biquíni pela primeira vez, conseguir ir a um encontro, flertar com alguém, pequenas coisas que vamos conquistando e falando: ‘Caramba, eu consegui’ e é isso que você precisa sentir de novo. Não existe pílula de segurança ou autoconfiança. É existir, colocar seu corpo para se mover, independente do que você espera ou que esperam de você”.

Como reconquistar a autoestima e a confiança?

A confiança corporal é a capacidade de se sentir em casa em seu corpo, não importa seu tamanho ou forma. Em seu primeiro livro, “Pare de Se Odiar”, que trata de temas como o movimento body positive e gordofobia, Alexandra fala de aceitação e mostra que todos os corpos têm sua beleza, incentivando o resgate da autoestima. Confira algumas dicas:

1) Seja uma pessoa positiva para recuperar sua autoestima e confiança

Uma das maneiras mais básicas e eficazes de praticar o amor-próprio é falar em voz alta e com frequência. Dê a si mesma, diariamente, incentivos verbais e lembretes. Isso pode significar dizer algo gentil para si mesmo no espelho pela manhã, ou colocar notas adesivas encorajadoras na mesa de cabeceira, ou até mesmo em seu telefone e computador.

2) Concentre-se nas coisas que você gosta em você

Toda vez que um pensamento negativo sobre seu corpo aparecer em sua mente, combata-o com algo positivo. Tente fazer listas das coisas que você gosta em seu corpo e não apenas como parece, mas as coisas que ele permite que você faça. Liste tudo. Somos naturalmente inclinados a procurar nossas insatisfações e ignorar as coisas boas. Para romper com esse modo de pensar, será preciso repetição diária. Apenas continue assim.

3) Pare de se comparar com os outros

As pessoas vêm em todas as formas e tamanhos. Uma pessoa é bonita de uma maneira e a próxima pessoa de outra. E não é assim que deveria ser? Imagine como seria chato se houvesse apenas uma maneira de ser e se sentir bonita. Comparar-se com os outros pode fazer você se sentir como se não tivesse a aparência que deveria, mas você deve se parecer com você.

Uma peça-chave para voltar a ser confiante é parar de se fixar em seu corpo. Tente passar mais tempo pensando em outras coisas além da aparência física. Vá se jogar em suas paixões, pegue um novo hobby, pratique atividades físicas ou assista um filme com mulheres inspiradoras. Não se esqueça: você é muito mais do que parece!

Foto de capa: Divulgação / Unsplash

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade