Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

Artistas que sofreram distúrbio de imagem

Artistas que tiveram distúrbio de imagem e já alertaram sobre o transtorno

Bruna Marquezine, Demi Lovato, Alice Wegmann e mais artistas já tiveram distúrbio de imagem e alertaram sobre o transtorno nas redes sociais. Confira!

publicidade

publicidade

Artistas que tiveram distúrbio de imagem e já alertaram sobre o transtorno

Bruna Marquezine, Demi Lovato, Alice Wegmann e mais artistas já tiveram distúrbio de imagem e alertaram sobre o transtorno nas redes sociais. Confira!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Artistas que sofreram distúrbio de imagem

publicidade

publicidade

Olhar no espelho e se incomodar com aquilo que está vendo pode ser um sinal de que você está tendo algum tipo de problema com a sua imagem. Esse desconforto leva não só à baixa autoestima, mas também pode fazer uma pessoa tomar atitudes que comprometem a sua saúde, levando a transtorno. Entre celebridades, devido à pressão estética, artistas que tiveram distúrbio de imagem já falaram e alertaram sobre o problema, como forma de conscientizar seu público. Confira!

Bruna Marquezine usou laxante para emagrecer depois de comentários como “gordinha”

O ano de 2018 foi bem marcante para Bruna Marquezine. Isso porque foi a primeira vez que a atriz abriu o jogo sobre distúrbio de imagem depois de receber uma enxurrada de comentários por supostamente estar “muito magra”. Em desabafo, ela contou ter feito uso de laxante por cerca de três meses para emagrecer, ao ouvir que estava “gordinha”, “bochechuda” e com “quadril largo”.

A opinião alheia convenceu Bruna Marquezine a detestar seu corpo, e, assim, a artista com distúrbio de imagem chegou a enfrentar a depressão. “Achava que tinha que emagrecer de qualquer jeito. Eu tomava laxante todo dia por mais de três meses. Junto com tudo isso, eu tive depressão. Por questões de autoestima, não me aceitar, não me achar bonita o suficiente, consequentemente não me achava boa o suficiente. Tomava laxante todos os dias e me alimentava mal. Ou eu não comia ou, quando comia, comia besteira. Eu não estava me amando”, relatou, em vídeo que está até hoje em seus destaques do Instagram. 

O novo olhar sobre si mesma começou com o apoio da família e amigos. Ela disse que trata das questões de imagem desde que começou a frequentar terapia e, assim, desenvolver não só a sua autoestima, mas também retomar o amor pelo seu corpo.

Alice Wegmann não usava regata por “horror” aos ombros largos

O depoimento de Alice Wegmann sobre problemas de imagem foi bastante comovente. A artista, que teve distúrbio de imagem, começou seu desabafo repercutindo a notícia da morte de uma menina de 11 anos, que cometeu suicídio por estar infeliz com sua aparência. Em seguida, no Instagram, a atriz contou que já deixou de usar regata por vergonha de sua estrutura corporal, resultado da prática da ginástica olímpica por oito anos.

Em 2016, Wegmann começou a ter compulsão alimentar. “Durante anos fiquei sem usar regata porque tinha horror aos meus ombros e braços largos – procurei vários nutricionistas, segui ‘dietas da moda’ várias vezes e isso nunca me fez feliz. Fiz oito anos de ginástica olímpica, treinava sete horas por dia, minha estrutura obviamente é larga. Aos poucos, tenho aprendido a gostar disso. Mas já deixei de sair de casa algumas vezes por insegurança”, contou. 

Alice sabe que se olhar no espelho com amor novamente não se trata de uma tarefa fácil. No entanto, é possível. Ela acredita que a “indústria é tenebrosa” e que faz a gente lutar “arduamente contra a imperfeição”, mas que o “nosso corpo é a nossa história”.

Débora Nascimento também está na lista de artistas que tiveram distúrbio de imagem

Débora Nascimento já enfrentou anorexia e compulsão alimentar, que, em poucos meses, a fez ganhar 30 kg. Nessa época, a atriz passou a repudiar a própria imagem. No entanto, procurou como solução filtrar mais o que consumia no seu dia a dia pelas redes sociais.  

Débora notou que alguns conteúdos despertavam um “gatilho positivo” e, desde então, tornou-se adepta do yoga. “Eu virei uma yogui nessa quarentena, ao invés de ter aquela imagem daquela mulher perfeita, com o corpo perfeito, com a bunda perfeita, que só come alface”, disse ao “Conexão VivaBem”, do UOL. 

Mariana Goldfarb ficou 20h em jejum por conta de distúrbio alimentar

A influenciadora e estudante de nutrição Mariana Goldfarb também já usou sua conta do Instagram como ferramenta para falar abertamente sobre distúrbio de imagem com seus seguidores. A esposa do ator Cauã Reymond admitiu não ter tido uma relação saudável com seu corpo há alguns anos e, além disso, foi ensinada a tratá-lo com repúdio. “Comparações, depreciações, desprezo, palavras que cortam como faca”, lamentou. 

Por isso, a modelo já chegou a ficar 20 horas sem comer nada. De acordo com Mariana, a solução foi “dar três tapas na cara e ir em busca de uma ajuda de bons profissionais”. 

Demi Lovato praticou automutilação por causa de problemas de imagem

A história de Demi Lovato com seu corpo é bem conhecida. A voz de “Heart Attack” foi vítima de depressão, praticava automutilação e desenvolveu distúrbios alimentares devido ao problema de imagem. “Percorri um longo caminho, mentalmente, emocionalmente e ainda fisicamente, e por isso estou orgulhosa de mim”, contou ao “BuzzFeed”. 

Atualmente, Demi se mostra feliz com o corpo curvilíneo. Além disso, participa ativamente de campanhas de conscientização de anorexia e bulimia. Nas redes sociais, suas fotos estão livres de edição e elu faz questão de exibir sua atual forma física pela praia, “sem espaço entre as coxas” e do jeito que é.

Entre artistas que tiveram distúrbio de imagem, bullying virtual afetou autoestima de Kesha

O drama de Kesha vai bem mais além, pois, em 2014, a cantora enfrentou abusos. Ela também passou por problemas relacionados à sua imagem, o que a fez desenvolver um distúrbio alimentar. O bullying virtual também contribuiu para seus problemas de ansiedade e depressão na época, deixando sua confiança e autoestima cada vez mais abaladas.

“Eu sentia que parte do meu trabalho era ser o mais magra possível. E, para fazer com que isso acontecesse, eu estava abusando do meu corpo. Eu não estava dando a energia que ele precisava para ficar forte e saudável”, contou em entrevista à revista Elle UK.  Em foto postada no Instagram, a cantora diz que decidiu pegar “sua vida, sua felicidade e seu valor” de volta.

“Eu não vou apenas ficar quieta e me esconder. Hoje eu estou fazendo uma escolha. E eu estou muito feliz. E também um grande ‘dane-se’ para você que quer destilar ódio contra meu corpo”. Após toda essa turbulência, Kesha deu sinais de equilíbrio mental e físico de volta.

Em todos esses casos de artistas que tiveram distúrbio de imagem, o autoconhecimento se tornou uma forma de reconhecer quando se está enfrentando esses tipos de transtornos. Por isso, é preciso buscar ajuda. O acompanhamento terapêutico é necessário e indispensável para conseguir viver a vida e lidar com essas questões.

Foto de capa: Reprodução Instagram / @brunamarquezine

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade