Bom dia, boa tarde, boa noite, ou seja lá a hora que você estiver lendo isso :)

A solidão da mulher negra: festa do BBB22 gera repercussão nas redes sociais

A solidão da mulher negra: festa do BBB22 gera repercussão na internet

No BBB22, crise de choro de Natália levantou discussão na internet sobre a solidão da mulher negra. Entenda!

publicidade

publicidade

A solidão da mulher negra: festa do BBB22 gera repercussão na internet

No BBB22, crise de choro de Natália levantou discussão na internet sobre a solidão da mulher negra. Entenda!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
A solidão da mulher negra: festa do BBB22 gera repercussão nas redes sociais

publicidade

publicidade

A festa do Líder do BBB22 levantou novo debate nas redes sociais. Após Linn da Quebrada pedir que seja tratada pelo pronome feminino e Tiago Abravanel dar aula sobre gordofobia, a reação de Natália com beijo de Lucas em Eslovênia gerou muita repercussão. “Eu acho que não sou tão forte. Ninguém gosta de mim. Todo mundo hoje me evitou”, disse Natália, em meio às lágrimas.

Na internet, primeiramente, muito foi se falado sobre a solidão da mulher negra. Além disso, espectadores se solidarizaram com a designer de unhas pela crise de choro e até pelo fato de ter cogitado abandonar o reality show. As ex-BBBs Gleici Damasceno e Thelma Assis revelaram que gatilhos foram gerados depois de assistirem a cena. Veja repercussão!

Gleici Damasceno defende Natália do BBB22: “É uma realidade”

Anteriormente, Lucas e Natália estavam muito próximos e o brother teria dito que não estava preparado pra engatar um romance com ninguém no BBB22. Por isso, muita gente passou a entender o fato da sister ter ficado tão abalada. No Twitter, Gleici Damasceno, campeã do “BBB18”, repercutiu o assunto e enfatizou sobre a solidão da mulher negra.

“Muito triste isso que acontece com a Natália, mas o mais triste é que as pessoas vão resumir a mimimi. A solidão da mulher negra é uma realidade e assistir aciona gatilhos terríveis”, lamentou.

Segundo a criadora de conteúdo Nátaly Neri, Natália, que descobriu vitiligo aos 9 anos, não ficou mal por ciúmes de Lucas e, sim, por ser uma mulher que já “viveu o suficiente para saber que só pode contar com ela”. “Ela está chorando porque chegou no ápice da rejeição. Rejeição dos interesses amorosos, rejeição da casa já que foi para o paredão. Fora as rejeições de uma vida”, explicou, defendendo que a crise de choro da sister no BBB22 ia além da vontade que estava de ficar com o colega de confinamento.

“Ingenuidade de vocês acharem que ela estava perdidamente apaixonada por Lucas, ou Rodrigo, ou Eli, ou qualquer outro macho aleatório nessa casa. É sobre ela, sobre viver, sentir e beijar. Ela quis, tentou e foi rejeitada. simples e dolorido assim”.

Sentimento de rejeição gera gatilhos em Thelma Assis

Ainda pelas redes sociais, outros internautas afirmaram que é muito comum “um homem trocar uma mulher preta por uma branca na primeira oportunidade”. O mesmo foi refletido por Thelma Assis, campeã do “BBB20”, pelo Instagram.

Thelminha aproveitou para dar um relato pessoal e revelou que a festa do BBB22 ativou um gatilho dela. “Vim dar meu depoimento. Eu me solidarizo com Natália, porque a gente como mulher, várias vezes, é rejeitada sim. Como mulher preta, mais ainda. A gente nunca é tida como padrão de beleza. Agora, de uns tempos para cá, que a gente está falando que somos bonitas sim. Mas antes eu não me sentia assim”, começou.

“Na adolescência eu ficava tentava me mudar, me achava horrorosa, porque só as meninas brancas do colégio eram bonitas. Ontem bateu um gatilho muito grande em mim. O Lucas é estudante de medicina, não dá para generalizar, mas eu sofri muito isso também estudando medicina. Muita gente quer tirar casquinha da mulher preta, mas pegar na mão e assumir relacionamento não. Ela deve ter levado muitos gatilhos de rejeição para o BBB. Já passei por isso também”, acrescentou.

Por fim, Thelma Assis disse que o reality pode ser uma oportunidade de autoconhecimento para Natália após o BBB22. “Ela vai poder se valorizar cada vez mais. Não que ela esteja certa com algumas falas que ela teve, mas a partir do momento que você se reconhece, você vai atrás das suas origens, entender mais. Eu consigo tentar ser mais cada vez mais empática. Só depois de muito tempo eu comecei a me valorizar. Não me quer? Também não quero. Quando eu estava no fervo, encontrei o amor da minha vida, que me valorizou”, finalizou.

Foto de capa: reprodução BBB22 / Gshow / TV Globo

CURTIU? COMPARTILHE AQUI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Redação Alexandrismos

Redação Alexandrismos

Somos uma equipe de profissionais e colaboradores empenhados em transformar através da informação e da diversidade. Enquanto veículo, queremos construir uma nova forma de dialogar na internet sobre #CorpoLivre.

publicidade